Biomm

Fundada em 1976 com o nome Biobrás, a companhia iniciou a produção de insulina animal graças a uma tecnologia desenvolvida por meio de uma "joint venture" com a farmacêutica Eli Lilly. A empresa foi levada à bolsa de valores de São Paulo e, em 1983, adquiriu o controle da joint venture e utilizou a tecnologia para produção de insulina em escala industrial. Foram atendidos os mercados nacionais e internacionais, conseguindo competir diretamente com os três grandes produtores globais de insulina: Novo Nordisk, Sanofi-Aventis e Eli Lilly.

No final da década de 90, a companhia desenvolveu, em parceria com a Universidade Federal de Brasília, uma tecnologia de produção de insulina humana baseada em DNA recombinante e construiu uma fábrica para a produção do medicamento. No início dos anos 2000, as operações da Biobrás foram adquiridas pela Novo Nordisk e, através de um processo de "spin-off", a equipe, patentes, propriedade intelectual e laboratório, foram transferidos para uma “nova empresa”, a Biomm S.A.. Entre 2001 e 2012, a empresa (BOVESPA: BIOM3M) se manteve listada na bolsa de valores de São Paulo e continuou investindo na qualidade no aperfeiçoamento de sua tecnologia.

A TMG identificou a oportunidade de investir na recapitalização da Biomm e torná-la a única empresa produtora de insulina em território nacional. Hoje a insulina é um produto 100% importado que deve ser consumido diariamente por cerca de 10 milhões de brasileiros, tornando o projeto uma questão de grande relevância nacional. Nesse contexto, a TMG se uniu ao BNDES, BDMG e aos fundadores da Biomm para captar aproximadamente R$ 400 milhões (entre "equity" e dívida) para construção de uma fábrica de insulina com tecnologia de DNA recombinante.

Conheça a empresa em www.biomm.com.

São Paulo Phone: 55 11 4064-5050

2011 TMG Capital. Todos os direitos reservados.